Sabão de Castella

Que o ancestral, o “pai e mãe” de todos os sabões históricos é o sabão de Alepo disso ninguém duvida.
 
Com os Mouros a sabedoria do fabrico de sabão espalha-se na península Ibérica. Mas, o óleo de bagas de louro era difícil de se conseguir. Então na falta do óleo de bagas de louro o sabão era feito com 100 % de azeite. Depois da Conquista cristã no século XIII o sabão de azeite historicamente foi chamado ‘Sabão de Castilha’, Castela ou Castile.
 
O sabão produzido nestes centros tinha uma qualidade superior à dos sabões produzidos exclusivamente a partir de gordura animal (principalmente sebo, mas também óleo de peixe) conferida a matéria prima o azeite. Os povos do Norte da Europa não tinham acesso a este óleo vegetal.
 
A receita deste sabão é muito antiga, datando do séc. XVI. É conhecido por “Castilla”, porque foi feito pela primeira vez em Castilla (Castela), na Espanha. É um sabão natural a base de óleos vegetais saponificados, adequado para pessoas que têm condições dermatológicas, como eczema, rosácea e psoríase, uma vez que o sabonete não irrita a pele. Pode também ser usado, como um sabonete para bebés sem o medo de feitos prejudiciais para a sua pele.
 
Originalmente ele era feito com 100% azeite de oliva, mas atualmente tem sido feito com alguma porcentagem de óleo de coco. Além disso, atualmente usam-se óleos essenciais para conferir aroma e também propriedades terapêuticas. A saponificação do azeite de oliva extra virgem produz um sabonete muito suave, calmante e hidratante.
 
Muito em breve, postarei uma receita desse sabão e espero que vocês o façam com muito carinho, respeitando as quantidades, o tempo de cura, o formato e as propriedades.

AYA Saboaria

Monte sua saboaria artesanal e conquiste sua independencia financeira

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Angela disse:

    Amei as dicas! Parabéns!!!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *