Sabão de Aleppo

Não posso continuar escrevendo sobre sabão sem falar de uma das minhas paixões –  envolvendo a saboaria. Estou falando da Joia da Síria – O SABÃO DE ALEPPO.

Esse sabão é elaborado desde a Antiguidade e representa milhares de anos de cultura e de história.

Como o próprio nome diz, esse sabão é de Aleppo, cidade da Síria e único no mundo em excelência, charme, cultura e tradição. Ao longo do tempo, e graças as cruzadas que o trouxeram para o Ocidente, este sabão é espalhado através da bacia mediterrânica, chegando à cidade de Marselha, cujo sabão (Sabão Marselha) é originário do sabão de Aleppo.

Ele está na origem dos sabões duros e é elaborado exclusivamente com matérias primas naturais que são a azeitona e o louro. É um produto completamente natural feito artesanalmente, não contém nenhum perfume, corante, conservante ou outros aditivos.

HISTÓRIA DO SABÃO DE ALEPPO

Aleppo é um importante centro comercial e industrial conhecido pelos seus comércios cobertos, contendo numerosas lojas e mesquitas dos séculos XVI e XVII) na sua famosa cidadela que domina a cidade. Uma das principais indústrias é a saboaria.

Os primeiros sabões duros foram fabricados no noroeste da atual Síria. Estes sabões, como os que existem em Aleppo, foram introduzidos provavelmente na Europa pelos cruzados. As primeiras saboarias na Europa criam-se a partir do século X, em Espanha (Alicante) e Itália (Nápoles, Génova, Bolonha, Veneza), e posteriormente, em meados do século X, em Marselha. É um sabão fabricado de acordo com um método artesanal. Esta tradição secular é perpetuada até aos nossos dias, geração após geração, pelos mestres saboeiros de Aleppo.

Atribui-se a esse sabão, uma antiguidade que rondará os dois mil anos, mas segundo alguns documentos muito antigos, encontrados em escavações na região onde é produzido, quase todos referem o Sabão de Aleppo, o que leva os estudiosos da arqueologia a afirmar que provavelmente, será muito mais antigo, perdendo-se nos séculos a sua origem temporal.

O Sabão de Aleppo precisa de aproximadamente nove meses, para secar ao ar livre, em grandes extensões. Durante esse tempo o sabão passa naturalmente da cor verde inicial, ao amarelo a fugir para o esverdeado, mas por dentro, no interior da pastilha, conserva o verde original e intenso. É considerado o pai de todos os gêneros de sabão, diz-se que foi a partir desse sabão que surgiram outras fórmulas e composições.

Fabricado a base de azeite de oliveira e óleo de louro, produz uma agradabilíssima cremosidade, que limpa delicadamente e inibe o desenvolvimento das bactérias, deixa a pele suave e protegida da descamação. A sua utilização diária, melhora a saúde da pele.

O Sabão de Aleppo original, pode ser encontrado em inúmeros mercados, estabelecimentos comerciais, em pastilhas, com a forma de sabonetes ou em liquido, com diferentes concentrações de óleo de Laurel. Não existem mais locais históricos, casas antigas, mesquitas, igrejas e os históricos mercados que foram classificados como Patrimônio Mundial da UNESCO em 1986.

Firmei um propósito de fazer um sabão de Aleppo em homenagem a cada um dos saboeiros Sírios e oferecerei com todo o respeito e reverência que tenho a esse povo.

AYA Saboaria

Monte sua saboaria artesanal e conquiste sua independencia financeira

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Eu adoro SABER RECEITA.

  2. MANSUR LUTFI disse:

    Ele é/era/foi fabricado a partir do azeite de oliva. Mas, com o que esse azeite era saponificado? Com a cinza coada, ou seja, com o carbonato de potássio/potassa? A função do óleo essencial do louro é a de aromatizar e colorir o sabão?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *