Óleos & Substituição

Hoje vamos falar em substituição de óleos e o que isso pode causar a um sabão/sabonete natural.

Mas antes vou fazer uma perguntinha: 

– Vocês sabe o que é óleo? Sabem quais os tipos de óleo e a diferença entre eles? 

Fiz muito além de uma perguntinha não foi? rsrs

Então vamos lá…

 

Óleo é uma substância gordurosa, líquida à temperatura normal, insolúvel na água, e que se extrai de certas plantas, sementes, animais e minerais. Bem ao modo Wikipédia.

São vários tipos de óleos, mas para não nos estendermos muito, vamos fazer um guia rápido com os tipos mais comuns e usados no dia a dia. 

   Óleo Vegetal:  extraído de matéria vegetal, ou seja, os óleos de soja, canola, milho, girassol, amendoim, gergelim, cártamo entre outros. Tem sabor neutro, cor clara ideal para fritura e refogados.

   Óleo Mineral: É proveniente do petróleo cru. É transparente, incolor e quimicamente quase inerte. É um produto de baixo custo, produzido em grandes quantidades. Também conhecido por parafina líquida, óleo branco ou vaselina líquida.

   Óleo Animal: é todo óleo ou gordura, transformada em óleo, extraído de animais, como o porco, o frango, o boi, e outros.

Agora que já sabemos um pouco da classificação dos óleos, vamos tratar do assunto desse post.

 

O que fazer para substituir um óleo na produção do nosso amado sabão sem que se perca qualidade? Não podemos simplesmente, trocar um óleo por outro ao nosso bel prazer. Essa substituição faz diferença na quantidade, principalmente da soda que se vai usar, porque cada óleo tem uma saponificação diferente, própria.

Então gente, é importante, é necessário é imprescindível que se coloque esse óleo (que você substituiu) numa calculadora especifica e saber com segurança a quantidade de soda que se vai usar acredite – tem diferença sim e muita de um óleo para outro.

Vou deixar com vocês uma lista de óleos e seus possíveis substitutos:

Abacate – por óleo de oliva, óleo de amêndoa doce

Amêndoa Doce – por óleo de avelã, óleo de girassol, óleo de macadâmia, óleo de farinha de arroz e de oliva

Amendoim – por óleo de oliva, de canola e de girassol

Avelã – por óleo de semente de uva, de cânhamo e de oliva

Canola – por óleo de oliva e de farinha de arroz

Cártamo – por óleo de canola e de girassol

Coco – por óleo de palmiste e de babaçú

Cânhamo – por óleo de abacate e de avelã

Farelo de Arroz – por óleo de oliva e de canola

Girassol – por óleo de oliva

Jojoba – muito difícil ser substituído porque é uma cera

Milho – por óleo de soja e óleo de semente de uva

Oliva – por óleo de canola e óleo de farelo de arroz

Palma – por manteiga de cacau, manteiga de karité, óleo de coco, óleo de palmiste, sebo e banha de porco

Palmiste – por óleo de coco e de babaçu

Óleo de Rícino (mamona) – NÃO tem substituição. O óleo de rícino é o único óleo que possui os ácidos graxos ricinoleico – 90%

Semente de Uva – por óleo de oliva, avelã e girassol

Soja – por óleo de semente de uva e óleo de milho

Manteigas:

Manteiga de Abacate – por manteiga de karité e manteiga de manga

Manteiga de Cacau – por cera de abelha, manteiga de karité e óleo de palmiste

Manteiga de Karité – por manteiga de abacate e manteiga de manga

Manteiga de Manga – por manteiga de abacate e manteiga de karité.

 

AYA Saboaria

Monte sua saboaria artesanal e conquiste sua independencia financeira

Você pode gostar...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *